Acesse
Notícias
Esportes
Entretenimento
Fale Conosco
Busca:
Em:
OK
Carla Assenheimer
Migueloestina, formada em Ciências Contábeis e Direito. Empresária contábil há mais de 20 anos, com o escritório Erni Assessoria Empresarial Ltda., com sede em São Miguel do Oeste. Vice Presidente Administrativa da ACISMO.
Perfil
Comentários e informações sobre questões econômicas e tributárias.
Início da entre da Declaração de IRPF 2015

 O prazo para entrega da Declaração de Imposto de Renda da Pessoa Física será de 2 de março a 30 de abril.

Está obrigado a apresentar declaração quem recebeu, em 2014, rendimentos tributáveis superiores a R$ 26.816,55 ou rendimentos isentos – não tributáveis ou tributados somente na fonte –, cuja soma seja superior a R$ 40 mil.

Também deve declarar quem recebeu, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência de imposto, realizou operações em bolsas de valores, de mercadorias e futuros, auferiu ganhos, tem bens ou propriedade rurais com valor igual ou superior a R$ 300.000,00 ou rendimentos da atividade rural igual ou superior a R$ 134.082,75

O declarante poderá deduzir R$ 2.156,52, por dependente, e no máximo R$ 3.375,83 a título de despesas com instrução, em seu favor ou de seus dependentes, individualmente.



0 comentário(s)



As Cigarras e as Formigas

 As contas públicas deficitárias costumam ser uma pedra no sapato dos governantes. Enquanto técnicos e políticos lidam com os números, quem paga o pato do ajuste, em geral, é o “Zé Povo”.

Na parábola da cigarra e da formiga, uma aproveita os bons tempos do verão para viver “a dolce vita”, enquanto a formiga trabalha dia e noite para garantir que no inverno, no tempo ruim, nada lhe falte.

E o “inverno” chegou ao nosso País. Parte do “Zé Povo” ou “as formigas” resolveram cruzar os braços e parar de trabalhar para sustentar “as cigarras”, acostumadas à corrupção e à má gestão pública. E que não se diga que a corrupção seja algo de “cultural” no Brasil. Se assim fosse, “as formigas” não estariam se rebelando.

Esta não é uma manifestação de “caras pintadas” ou de “encapuzados”. O “Zé Povo” mostra a cara, nada teme, e não pretende desistir nem se intimidar com ameaças de que a “Força” virá contra eles.

Se a paralisação das “formigas” trará mais prejuízos à economia...bem, quanto já trouxe a corrupção e a péssima gestão pública? O rumo que esta paralisação/manifestação vai tomar é que dirá se desta vez o “Zé Povo” vai vencer.



0 comentário(s)



Dilma diz que não aumentou o preço do diesel

A presidente Dilma Rousseff disse nessa quarta-feira, 25, que governo não aumentou o preço do diesel. A redução é uma das reivindicações dos caminhoneiros que bloqueiam rodovias de pelo menos nove estados do país.

Em entrevista após participar de cerimônia de entrega de casas do programa Minha Casa, Minha Vida em Feira de Santana (BA), portanto em terras onde se sabia que não haveria vaias, Dilma defendeu a política de preços do governo para os combustíveis, dizendo não é diretamente vinculado à cotação internacional do petróleo, e acrescentou que ocorreu somente uma recomposição da Cide [Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico]. “Não elevamos uma vírgula o preço nem abaixamos”, disse a Presidente.

Ou seja, ela quer convencer a população de que aumentar o tributo sobre o combustível não é aumentar o preço final dele. A quem ela quer enganar?



0 comentário(s)



“Mudanças do IRPJ 2015 - Lei 12.973/2014 (IRPJ, CSLL, PIS e COFINS) Instrução Normativa 1515/2014 com as novas disposições da Receita Federal”

 O Sindicato dos Contabilistas de São Miguel do Oeste realiza o curso “Mudanças do IRPJ 2015 - Lei 12.973/2014 (IRPJ, CSLL, PIS e COFINS) Instrução Normativa 1515/2014 com as novas disposições da Receita Federal”, no dia 02/03/2015, no auditório do Centro Empresarial do Edifício Andrômeda, com o instrutor NEOMAR ANTONIO CÓRDOVA, Advogado tributarista, sócio do Escritório René Castanheira e Córdova Advogados Associados, Palestrante do CRC/SC, CRC/PR. Maiores informações pelo email sindicontsmoeste@gmail.com ou (49)3622-1035.


0 comentário(s)



“Mulheres que inspiram Mulheres”

 A Câmara da Mulher Empresária da Associação Empresarial (ACISMO), realiza, no dia 10 de março, no Clube Comercial, no centro de São Miguel do Oeste, o evento “Mulheres que inspiram Mulheres”. Será uma homenagem pela passagem do Dia Internacional da Mulher, comemorado em 8 de março. Na oportunidade três mulheres do município receberão o reconhecimento público. Logo após o cerimonial, será servido um jantar e apresentação de pequena peça teatral. A recepção começa às 19h30. Informações sobre o evento no telefone (49) 3622 0879.


0 comentário(s)



Para refletir

 "Comece fazendo o que é necessário, depois o que é possível, e de repente você estará fazendo o impossível." (São Francisco de Assis)


0 comentário(s)



Inflação do carnaval 2015 tem aumento de 7,42%

 As despesas com produtos e serviços mais consumidos no carnaval subiram 7,42%, entre fevereiro de 2014 e janeiro de 2015, patamar próximo da inflação acumulada no mesmo período, que foi de 7,66%, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Getúlio Vargas (IPC/FGV) do mesmo período.

Entre os itens que mais subiram de preço, estão as bebidas alcóolicas e não alcóolicas. As cervejas subiram 10,89% e os refrigerantes, 11,62%. Entre os alimentos, o café da manhã ficou 14,90% mais caro e os doces e salgados, 12,20%. Já no grupo dos serviços, a tarifa dos hotéis aumentou 11,98% nos últimos 12 meses até janeiro de 2015.



0 comentário(s)



Resultado da poupança em janeiro é pior desde 1995

 O Banco Central (BC) informou nesta quinta-feira, dia 5, que os brasileiros retiraram R$ 8,594 bilhões a mais do que depositaram em caderneta de poupança em janeiro. Trata-se do pior resultado para um mês desde o início da série histórica do BC, em 1995.

No mês passado, os saques na caderneta somaram R$ 144,9 bilhões, superando os depósitos, que ficaram em R$ 136,3 bilhões. O saldo nas contas dos poupadores ficou em R$ 657,7 bilhões. O volume dos rendimentos creditados nas cadernetas dos investidores alcançou R$ 3,578 bilhões.

Do saldo das cadernetas de poupança em janeiro, R$ 517,9 bilhões pertencem ao Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos (SBPE) e R$ 139,7 bilhões à poupança rural. No SBPE, os saques excederam os depósitos em R$ 7,174 bilhões no mês passado. Na poupança rural, a captação também ficou negativa, em R$ 1,419 bilhão.

Pela regra atual, quando a taxa Selic passa de 8,5% ao ano, a poupança rende 0,5% ao mês (6,17% ao ano) mais a Taxa Referencial (TR), tipo de taxa variável. Essa fórmula está em vigor desde agosto do ano passado, quando a Selic foi reajustada para 9% ao ano. Quando os juros básicos da economia estão iguais ou inferiores a 8,5% ao ano, a caderneta rende 70% da taxa Selic mais a TR.

A fórmula só vale para o dinheiro depositado na poupança a partir de 4 de maio de 2012. Para os depósitos anteriores, o rendimento segue a regra antiga, de 0,5% ao mês mais a TR. Os demais direitos de quem aplica na caderneta foram mantidos, como a isenção de taxa de administração e de impostos.



0 comentário(s)



Inadimplência do consumidor tem alta de 4,1%

 A inadimplência do consumidor teve alta de 4,1% em janeiro deste ano na comparação com dezembro de 2014. É o maior percentual de alta mensal para um mês de janeiro desde 2003, quando o índice registrou aumento de 7,1%. Na relação interanual, o indicador cresceu 16,7%, o maior ritmo de crescimento dos últimos quatro meses neste critério de comparação. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira, dia 12, pela Serasa Experian.

Segundo os economistas da Serasa, a alta da inadimplência em janeiro, tanto em relação a dezembro quanto na comparação interanual, reflete as crescentes dificuldades que o consumidor brasileiro está encontrando para honrar seus compromissos financeiros. Aumentos sazonais de impostos e taxas (IPTU, IPVA, etc.), realinhamento de vários preços administrados (energia elétrica, transporte urbano, combustíveis, etc.), elevações nas taxas de juros e enfraquecimento do mercado e trabalho estão entre as causas que começam a delinear um cenário difícil para a inadimplência do consumidor.



0 comentário(s)



I Seminário Internacional da Uva e do Vinho

 Santa Catarina é o quinto maior produtor de uva do país e vem investindo também na produção de vinhos, tanto que em 2014 o Governo do Estado, por meio da Epagri, e a Confederação Geral da Agricultura Italiana (Confagricoltura) assinaram protocolo de intenções para a transferência de tecnologia na vinicultura. O I Seminário Internacional da Uva e do Vinho é uma das ações previstas no protocolo e acontecerá no mês de março em Videira.


0 comentário(s)





Siga
|
Informe Econômico

Acesse
Notícias
Esportes
Entretenimento
Fale Conosco
Busca:
Em:
OK
"O conteúdo deste blog é de inteira responsabilidade de seus autores e necessariamente não reflete a opinião do jornal."