Acesse
Notícias
Esportes
Entretenimento
Fale Conosco
Busca:
Em:
OK
Carla Assenheimer
Migueloestina, formada em Ciências Contábeis e Direito. Empresária contábil há mais de 20 anos, com o escritório Erni Assessoria Empresarial Ltda., com sede em São Miguel do Oeste. Vice Presidente Administrativa da ACISMO.
Perfil
Comentários e informações sobre questões econômicas e tributárias.
Dilma veta projeto de lei que reduzia contribuição de domésticos ao INSS

 A presidente Dilma Rousseff vetou integralmente o projeto de lei que reduzia para 6% a alíquota de contribuição previdenciária de patrões e empregados domésticos ao INSS. A decisão da chefe do Executivo foi publicada na edição da terça-feira (9) do "Diário Oficial da União".

A proposta vetada por Dilma, de autoria da ex-senadora Serys Slhessarenko (PT-MT), havia sido aprovada em novembro pela Câmara dos Deputados.

O pagamento do INSS é uma obrigação tanto para patrões quanto para empregados, mas a legislação atual diz que cada lado tem que pagar uma alíquota diferente.

O texto vetado no último dia 8 deste mês sugeria a diminuição de 12% para 6% do atual percentual pago pelos empregadores para a previdência social dos domésticos. A proposta previa ainda que os empregados, que atualmente recolhem entre 8% e 11%, passassem a contribuir para o INSS uma alíquota fixa de 6%. O projeto também criava uma guia exclusiva para o recolhimento da contribuição previdenciária.



0 comentário(s)



CTPS digital entra em vigor a partir de janeiro de 2015 I

A partir de 1º de janeiro de 2015, passa a valer, em todos os estados da federação, a carteira de trabalho digital. Entre as vantagens aos cidadãos, destaque para a entrega do documento no ato da solicitação e a concentração das informações de diversos bancos de dados do governo federal, fato que reduzirá consideravelmente o número de fraudes acerca dos benefícios pagos pela Previdência Social.

Por meio do documento será possível realizar, de forma online, consultas a respeito da vida profissional do trabalhador, como saldo do FGTS, a contagem de tempo de serviço, pagamento de abono salarial. Além disso, todo trabalhador terá seus dados profissionais registrados em um banco de dados do governo, onde estarão disponíveis as informações acerca dos contratos de trabalho, feito que permitirá maior rapidez e eficácia no pagamento de benefícios previdenciários e trabalhistas.

Atualmente, o sistema de carteira profissional online já existe em quatro Estados: Ceará, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

 


0 comentário(s)



CTPS digital entra em vigor a partir de janeiro de 2015 II

Com a Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS online, todos os cidadãos têm direito a receber o documento no mesmo dia em que fazem o pedido. Segundo o Ministério do Trabalho e Emprego – MTE, “os trabalhadores são atendidos por meio de um sistema de agendamento, sem necessidade de enfrentar filas, e têm seus dados cruzados no ato do cadastramento, o que permite a emissão da carteira aproximadamente 15 minutos depois”.

A expectativa é que até o final de 2015 todos os postos do MTE já emitam o documento na hora, utilizando o cruzamento de dados. De acordo com o MTE, quem já tem o documento não precisa se deslocar até as agências do Ministério para a emissão uma nova carteira, uma vez que só no caso de uma segunda via ou emissão de primeira via é que ocorre a impressão e validação pelo novo sistema. A CTPS antiga permanece válida.

 


0 comentário(s)



Adesão ai Supersimples pelos Prestadores de Serviços

 Os profissionais da área de serviços que foram contemplados com a possibilidade de adesão ao Supersimples têm até o mês de janeiro para optar pelo regime tributário para 2015. Os profissionais que optarem pelo sistema poderão fazer o pagamento unificado de impostos federais, estaduais e municipais e da contribuição previdenciária. A simplificação é fundamental, especialmente para aqueles de menor estrutura e em início de carreira. Procure um profissional da contabilidade para maiores esclarecimentos.


0 comentário(s)



Doações ao FIA

Aos empresários e contabilistas: que tal pensar em direcionar parte do Imposto de Renda para os fundos controlados pelos Conselhos Municipais, Estaduais e Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente ? Para reduzir o imposto devido e apurado na declaração do Imposto de Renda deste ano as doações devem ser realizadas diretamente para o Fundo da Criança, podendo o doador escolher o projeto a ser beneficiado. Qualquer pessoa ou empresa no Brasil pode destinar recursos de seu imposto de renda para os projetos sociais aprovados. O depósito é feito junto ao Fundo da Infância e da Adolescência na modalidade de doação casada. Se as doações forem realizadas dentro do ano de referência (até 31/12), a pessoa física pode descontar até 6% do IRPF devido na declaração (modelo completo) e a pessoa jurídica deduz até 1% do IRPJ devido no lucro real 


0 comentário(s)



Para refletir

 “Não há progresso sem mudança. E quem não consegue mudar a si mesmo, acaba não mudando coisa alguma.” (George Bernard Shaw)


0 comentário(s)



Ano tem recorde de PDVs, lay-offs e férias coletivas

 Nunca tantas montadoras recorreram aos lay-offs (suspensão temporária de contratos de trabalho), a férias coletivas, semanas curtas de trabalho e programas de demissão voluntária num único ano. Em 2014, esses expedientes foram adotados em quase todos os meses, numa espécie de rodízio entre a maioria das empresas para driblar a ociosidade das fábricas, que supera os 20%.

O cenário culmina com um fim de ano de férias coletivas mais longas do que em anos anteriores em várias empresas.

Fabricantes como Ford, General Motors, Mercedes-Benz e Volvo darão folgas de quatro a cinco semanas, quando o tradicional são duas a três semanas.

Este tem sido um ano forte em férias coletivas e lay-off, efeito principalmente do primeiro semestre, quando as vendas caíram mais fortemente em razão do pessimismo geral com a economia. E todos esperam que o cenário mude e que o prognóstico pessimista não se realize.



0 comentário(s)



Revisão na expectativa de vida vai mudar o valor das aposentadorias

 Os trabalhadores que pedirem aposentadoria por tempo de contribuição à Previdência Social vão receber um benefício um pouco menor ou terão que trabalhar mais dias para receber o mesmo valor.

Isso acontece porque o IBGE revisou para cima, na segunda-feira (1º), a expectativa de vida do brasileiro. Com isso, o Ministério da Previdência irá atualizar a tabela do chamado "fator previdenciário", que é incluído no cálculo dos benefícios.

A mudança vale apenas para as novas aposentadorias e não muda nada para quem já é aposentado. O Ministério ainda não informou quando a tabela do fator previdenciário entrará em vigor.

Segundo o IBGE, a expectativa de vida ao nascer subiu de 74,6 anos em 2012 para 74,9 no ano passado. Houve elevação também da expectativa de sobrevida, ou seja, a quantidade de anos estimada para cada faixa etária – para todas as faixas etárias.

Como o fator previdenciário leva em conta a expectativa de vida dos brasileiros quanto maior a expectativa de sobrevida, menor o valor do benefício, já que se espera que o contribuinte vá recebê-lo por mais tempo a mudança vai reduzir o valor dos benefícios.



0 comentário(s)



Entre presentes e produtos de Natal, eletrônicos apresentam maior taxa de tributos

 Com a chegada do período festivo do fim de ano, o contribuinte deverá pagar ainda mais tributos federais, estaduais e municipais. Um estudo do IBPT aponta os percentuais de produtos mais consumidos na época, além de mercadorias comumente dadas como presente.

Os tributos estão embutidos no preço de outros produtos muito consumidos nas festividades de fim de ano: panetone (34,63%); champagne ou o espumante (59,49%), e nozes (36,45%) entre outros itens que fazem parte do cardápio natalino.

Já entre produtos eletrônicos, os tributos chegam a 72,18% no valor do videogame, 44,94% no televisor, 44,75% na máquina fotográfica, 39,12% no preço do Ipad e 33,08% do preço do telefone celular.

Para os produtos importados, além da incidência do IPI, também recai o Imposto de Importação, aumentando ainda mais o preço. No caso dos tênis importados, o consumidor pagará 58,59% de tributos, sendo que a versão nacional têm carga de 44%. Já os consumidores que optarem por presentear com maquiagem pagarão 69,04% de tributos no item importado e 51,04% a mais pelo produto local.



0 comentário(s)



10 Melhores Profissões no Brasil

 Recente pesquisa realizada pelo site de busca de empregos Adzuna revelou que são as 10 melhores profissões no Brasil: Engenharia, Tecnologia da Informação, Medicina (cirurgia), Advocacia, Veterinária, Administração, Atuária, Fisioterapia, Arquitetura, e Odontologia.


0 comentário(s)





Siga
|
Informe Econômico

Acesse
Notícias
Esportes
Entretenimento
Fale Conosco
Busca:
Em:
OK
"O conteúdo deste blog é de inteira responsabilidade de seus autores e necessariamente não reflete a opinião do jornal."